Advertisement
Comentários recentes
    Arquivo

    Frango no forno

    Usei duas pernas inteiras de frango, mas também pode ser feito com outras parte do frango ou mesmo com um frango inteiro. Cada perna pode-se cortar em 2 ou 3 pedaços – eu só me lembrei durante a cozedura, como podem ver na foto.

    Descasquei as batatas e cortei-as em cubos, levei-as a cozer em água salgada por uns minutos (meti no microndas 5 minutos, mas podem cozer de forma tradicional – é só para dar uma entaladela, não para as cozer todas!).

    Cortei um chouriço, tipo salpicão, em rodelas e depois em quartos  (era o que tinha – mas podem usar outro chouriço a vosso gosto – em caso de necessidade usar bacon ou pancetta) . Coloquei-o no fundo do tabuleiro que levei ao forno.

    Preparei uma mistura para tempero: Pimenta preta, pimentão doce, gengibre, oregãos, alho em pó e um pouco de sal e juntei-lhes sumo de limão. Mexi e barrei o frango com esta pasta. Coloquei no tabuleiro.

    Tirei as batatas da água e coloquei no tabuleiro junto com o frango, adicionei um pouquinho de pimentão doce e alecrim.

    Levei ao forno a cerca de 200º, inicialmente só por baixo (uns 10 minutos) e depois com calor em baixo e em cima por outros 40 minutos – o tempo depende do forno, quando estiver coradinho deve estar bom. Mais ou menos a meio do tempo de cozedura virei o frango e as batatas.

    Frango no Forno com batatas

    Coxas de Frango no forno com batatas e chouriço.

    Servi o frango e as batatas acompanhadas de uma salada de tomate e uma bela sangria de espumante e frutos vermelhos para refrescar.

    Esparregado

    Lavam-se os espinafres* (normalmente uso daqueles sacos pré-escolhidos do supermercado**) e metem-se a cozer em água salgada por cerca de meia-hora. Quando estiverem cozidos, retiram-se e escorre-se bem. Metem-se os espinafres num copo e com a varinha mágica trituram-se.

    Picam-se 2 dentes  de alho bem fininhos e mete-se a alourar em azeite. Quando azeite tiver adquirido o sabor do alho, mete-se os espinafres triturados e deixa-se fritar um pouco. Tempere com pimenta, sal fino e nós-moscada. Junte alternadamente um colher de farinhaleite, mexendo sempre. Repita até estar do seu agrado.

    Sirva imediatamente senão seca (se secar muito junte mais um pouco de leite e mexa bem em lume baixo).

    Normalmente uso o esparregado como acompanhamento de carnes.

    Esparregado (Imagem encontrada online)

    Esparregado

    *) Pode-se usar outras verduras (grelos por exemplo) para fazer o esparregado, mas normalmente fica melhor com espinafres.

    **)Mesmo sendo pré-escolhidos, convém sempre fazer uma escolha nós próprios antes de os metermos a cozer.  Atenção que os espinafres “encolhem” bastante!

    Costeletas panadas no forno

    Temperei a carne com sal grosso, um pouco de pimenta e sumo de limão e deixei ficar ao menos uma hora. As costeletas eram de borrego/ovelha e eram bem gordinhas, não terei a gordura mas à posteriori creio que devia.

    Ralei o pão e as tostas com Ervas da Provença e gengibre. Ralei também queijo parmigiano (parmesão) e juntei ao pão ralado.

    Bati brevemente dois ovos com três pitadas, uma de sal outra de pimenta e outra de Ervas da Provença.

    Preparei a linha de montagem, com um tupperware com farainha, seguido do ovo e do pão ralado. Começar por passar a carne ainda húmida pela farinha, em seguida pelo ovo e posteriormente pelo pão ralado. Pressionar bem com as mãos para ficar bem panadinho. Colocar no tabuleiro (eu meti papel vegetal) e levar ao forno a 200º por cerca de 30/45 minutos, a meio vira-se as costeletas.

    Costoletas Panadas

    As sobras das Costeletas Panadas no Forno

    Acompanhamos com massa simples e uma salada de alface, rúcula e couve roxa (daquelas de compra no supermercado).

    Publicidade